Ao meu lado



0 Comentários

Ao contrário do que pregam as más línguas, adianto que não sou afeita a brigas, confusões. Sabe o ditado: “Dou um boi pra não entrar numa briga e uma boiada

Laço Vermelho 



0 Comentários

Levanto a cabeça lentamente da grama úmida. Minha visão ainda está meio embaçada e só consigo escutar um zunido. Lentamente levanto a mão para sentir a parte de trás da

Criação



0 Comentários

Ela olhou para a imensidão branca em volta dela. Então ela começou a correr. Ela nem sabia para onde estava indo, apenas que precisava se movimentar. Sem saber aonde ia

A cela



0 Comentários

Sexta-feira 16 de outubro, 16:59h. Saio da sala que religiosamente frequentei por 10 anos, desço os poucos lances de escada e já estou na rua. Caminho pelas calçadas de Pelotas,

A ida



2 Comentários

Ergui a cabeça, olhei para o céu e, a princípio, cheguei a pensar que fosse um avião que atravessava a frente do sol, causando sombra tão súbita na calçada. Mas

O Fardo



0 Comentários

Eram cinco horas da manhã, me disseram. Por aqui, diziam tudo, por onde seguir a fila para o alimento, o remédio, alento. Com pressa, as mulheres entravam para o banho,

A vendedora de livros



3 Comentários

A menina negra, interiorana e pobre, casou assim que adquiriu os primeiros sinais de que tinha ficado “moça”. Era assim que, até meados do século XX, e aqui acolá ainda

Glória



0 Comentários

“Será que todos os dias são ocos?”. Essa era a pergunta que Eleutério fazia, repetidas vezes. A sensação, o vazio no peito, a seu juízo, se alastrara, a ponto de

A ressaca



0 Comentários

“Beber é uma coisa emotiva. É um ato que cria uma quebra na mesmice da rotina. Tira você do seu corpo e da sua mente e te joga contra a

Manga rosa



0 Comentários

Sabrina tem o olhar de (des)afiar o juízo. Desbaratina os sentidos. Falo de atiçar os selvagens e aquietar as civilidades. É mulher faceira em quem não se pode crer. Crer