Artelaria de quebrada: poetas e saraus de periferia



0 Comentários

O indivíduo coletivo sente a necessidade de poetar Poeta! Não queixas suas aflições Aos que vivem em ricas vivendas Não lhe darão atenções Sofrimentos, para eles, são lendas. (Carolina Maria

O pretume da rua e a saudade que tenho



0 Comentários

  A camada de sedimentos entre as frestas das pedrinhas de asfalto da Roberto Freire são invisíveis para quem passa apressado em seu automotivo modo de se encaminhar de um

Globo e Bolsonaro são irmãos gêmeos de um liberalismo à brasileira



2 Comentários

“Seu advento foi por muito tempo impossibilitado pelas cláusulas de exclusão estabelecidas pela tradição liberal em detrimento dos povos coloniais e de origem colonial, das mulheres e dos não-proprietários. E

Nadifúndio



0 Comentários

As possibilidades editoriais no Ceará também propõem resistências promovendo a arte e o encontro. Falar de uma mais que a outra não quer dizer que haja maior relevância, o comunicador

Ciência e arte: sobre atravessar linguagens e transpor horizontes



0 Comentários

Era 2016 quando o então presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha abriu espaço para votar uma medida que permitia a não obrigação da sinalização de transgênicos na embalagem dos

“Toda periferia é um centro”: uma história do movimento de saraus nas periferias de Fortaleza



2 Comentários

Nos becos, nas praças, nas avenidas, nos interiores de bairros descentralizados da capital ouve-se poesia. Seja Racionais tocando na caixa de som em um barraco lá na favela da Verdes

Repertório da pipa



0 Comentários

Os velhos comedores de passarinhos Não conseguem assobiar sem cuspir os restos dos seus dentes. Aguenta mais um pouco, só mais um pouco Quando os pedaços dos ossos da boca

Kant Bar



0 Comentários

O ambiente azulado, um quase escuro no rosto iluminado de quem reflete as letras das canções. O karaokê levando corações a passeio em plena avenida Bezerra de Menezes, sob os

Dói o código



0 Comentários

Doi o código um porão mal iluminado uma cena penumbra do primeiro corte. A sala de jantar está cheia os homens códigos com cabelos bem aparados as mulheres enchem os

Tributo a Raul Seixas



2 Comentários

A chama do primeiro cigarro demorou mais que eu esperava. Planos de pegar o primeiro trem da estação de Natal até Ceará-Mirim em um sábado foram ficando para o de