Construção

(Foto: Camila Pignanessi)

Débora Suelda

 

A nossa casa.

O nosso pão.

O filósofo mais lindo.

 

Quem diria?

É tanto amor!

É tanto, amor.

 

Eu amo,

Cada gesto teu.

Cada maçã vermelha.

Em todo começo da noite.

 

Débora Suelda é professora, psicóloga nas horas vagas, e expressa os sentimentos que tem do mundo, quase sempre, através de poemas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *