Notas de rodar pé #3



0 Comentários

(Ilustração: Rafael Salvador)

João Ernesto

Mas passei a não mais me preocupar tanto com as pessoas. Quis voltar a enxergar os detalhes do todo, as paisagens surrealistas da visão embaçada já não me era novo. Volto a enxergar com olhos vestidos de lunetas, ainda com a certeza que estamos míopes em tantas situações.

__________________________________________________________________________________________

 

Um avião lá em cima risca o ar

O ar riscado

O risco de voar

A falta de ar

O “vvv” das turbinas

O voo e o frio na barriga

Do levantar voo

E do segredo de amar

_________________________________________________________________________________________

 

Eu vou me preocupar como eu me visto, mas eu insisto em não querer. Sei que isso me afasta de algo mais humano que um dia quero ter. Enquanto as pessoas trocam de guarda roupas, além da vaidade, para mim, primeiridade, é assim que deixo ser.

_________________________________________________________________________________________

Quando o estilo é demais, a essência desconfia.

_________________________________________________________________________________________

 

*Notas de rodar pé é uma série de zine do berrador João Ernesto, distribuída pelas ruas de Fortaleza e publicada na BerroImprima notas de rodar pé#3, monte no formato zine e compartilhe com os amigos. 

João Ernesto acredita que as reticências ainda querem dizer muita coisa…


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *