manifestos pandêmicos (I)



0 Comentários

///

A poeta Giulia Lorenzini Nogueira alimenta o perfil @giubicidades


One Reply to “manifestos pandêmicos (I)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *