“Esse negócio de gangue acabou-se”: considerações sobre a “paz” 



0 Comentários

  Não recordo exatamente o mês, mas foi no início do segundo semestre de 2015, que um amigo do bairro me ligou para me contar sobre a “grande novidade das