sal, duna, lamparina_site

Filme “Sal, Duna, Lamparina” tenta financiamento no Catarse

(Foto: Germano de Sousa/divulgação)

O Filme Sal, Duna, Lamparina, de Germano de Sousa, que retrata a comunidade Ponta do Mangue, localizada dentro do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, está em campanha de financiamento coletivo, no site Catarse, entre março e abril. O objetivo é finalizar o longa que mostra através da representação de Maria do Celso, 64 anos, a luta dos moradores pela conquista da energia elétrica e permanência no local.

Pertencente ao município de Barreirinhas (MA), principal entrada para o Parque Nacional do Lençóis Maranhenses, Ponta do Mangue reúne, aproximadamente, 35 famílias que vivem dos recursos naturais praticando atividades sustentáveis como a pesca, agricultura familiar e artesanato. Formada há mais de um século, a comunidade tradicional  ainda não conseguiu conquistar seus direitos básicos e enfrenta problemas estruturais pela inexistência de serviços como escolas, hospitais, saneamento e energia.

Existindo entre dunas, praias e lagoas, o povoado também sofre com o isolamento ocasionado pela deficiência no sistema de transporte, que é inviável economicamente para os moradores. Esta situação de invisibilidade social despertou o olhar do realizador maranhense Germano de Sousa, em 2014, ao retornar para uma visita a sua terra natal, Barreirinhas.

A proposta do documentário Sal, Duna, Lamparina foi consolidada durante quatro viagens realizadas entre 2014 e 2015. Para Germano, a intenção era fazer um curta, mas a medida que foi descobrindo a história e acompanhando o cotidiano da comunidade viu que o conteúdo exigia a duração/extensão de um longa.

Atualmente, o filme encontra-se pendente de finalização – processo que demanda a contratação de outros profissionais especializados. Para levar esta mensagem adiante, o realizador Germano de Sousa lança uma campanha de financiamento coletivo no site Catarse, na segunda semana de março. O valor pretendido é 35 mil reais, que além da finalização tem o objetivo de viabilizar a exibição do filme na comunidade Ponta do Mangue.

“Essa exibição na  Ponta do Mangue é uma maneira de retribuição à comunidade pela receptividade e colaboração no projeto! Mas nossa maior intenção é estimular a autoestima deles, principalmente dos mais jovens, aos mostrá-los como protagonistas de sua história e comunidade”

Saiba mais sobre o realizador:

Artista visual com mais de 15 anos dedicadas ao ofício. Cinegrafista e documentarista formado em ‘Realização em Vídeo e Edição’ nas escolas Filmosofia e Nexofilm em Granada, Espanha. Trabalhou como realizador audiovisual no Coletivo 1Bando Comunicação e como cinegrafista na Produtora Baião de Dois Filmes. Em 2014, dirigiu e produziu o curta experimental “Amaral” premiado no 24º Festival Cine Ceará. Atualmente, dedica-se à função de videomaker e fotógrafo freelancer para diversos projetos independentes.

Informações:

Campanha de financiamento coletivo Sal, Duna, Lamparina

Entre os meses de março e abril (40 dias)

Site: Catarse.me

Trailer:  https://vimeo.com/germanodesousa/saldunalamparina

Fanpage: https://www.facebook.com/saldunalamparina

 

Deixe uma resposta