O amante



0 Comentários

— Você é meu amante! Você tem que me comer! É pra isso que servem os amantes. O que é? Isso virou um casamento, é isso? A gente sai pra

a viagem



2 Comentários

Por Rique Férrari primeiro corra até a janela, olhe através do vidro, a cidade em fogo-luz acanhados quartos de pontos velados, raízes de velas ao chão o serviço da chuva

Propósitos e motivações existenciais de um caramujo



2 Comentários

Por Thiago Noronha O que será contado? Como será narrada a era humana? O que esperar desse bizarro experimento fora de controle? Quem presenciará? Haverá, universo afora, algum agrupamento atômico

Fábrica de fazer de conta



0 Comentários

(Ilustração: Pawel Kuczynski) Por Guilherme Fernandes Leite A fábrica acorda cedo demais todos os dias. Ela nunca grita som algum. Apenas mantém alta uma coluna de fumaça escura e silente.

Madeixas



0 Comentários

(Pintura: Viktor Sheleg) Por Vanessa Dourado Pesava tanto. O pior era ter de aguentar as pessoas perguntarem se ela era crente. Aquilo a deixava bastante chateada. Lembrava-se da época em

Um curta-metragem de fúria em primeira pessoa



0 Comentários

(Pintura: Regina Parra) Por Rodrigo Novaes de Almeida “Say what again! I dare you! I double dare you, motherfucker!” [Diga isso de novo! Eu te desafio! Eu te duplo desafio, seu

Na busca do Nike, morreu de chinelo



0 Comentários

Por Jardson Remido   “Compre! Compre! Adquira o novo par de nike” – Pooorra, que pisante roxeda, ladrão. Mãe! Mãe! Tem um pisante roxeda, passou na TV, compra pra mim? –

E agora José?



0 Comentários

(Pintura: “Boemia”, de Julia Aumüller) Por Rodrigo Novaes de Almeida Era final de abril do ano de dois mil e dezesseis de Nosso Senhor. Estavam em um pé-sujo na rua atrás da

Os bárbaros chegaram



0 Comentários

Por Rodrigo Novaes de Almeida Começou jovem na empresa há mais de vinte anos. Chegou a diretor. Era amigo dos donos e se considerava um deles também. Mas os verdadeiros donos

O fuxico



0 Comentários

(Desêin: Ramon Sales) Por Augusto Azevedo – Sabe rezar? Naquelas circunstâncias esse era o único questionamento que o defensor conseguia fazer. Tudo tinha ido longe demais e por mais que