Poema ao Capitão



0 Comentários

tua liberdade como arma apontada nossa resistência como força renovada encontra horizontes rasgaremos teus decretos decrépitos senhores e suas botas lamentarão o dia que nascerá do peito dos favelados das

Mudando-se



0 Comentários

Troque espingarda por sorriso Bala por jujuba Segregação por coletivo Nossas diferenças é o que nos iguala Troque a raiva por ternura Doutrinas por espiritualidade O amanhã pelo agora Troque

Fábrica de fazer “cidadão”



0 Comentários

“O que você quer olhando pra gente? Quem você pensa que é? ‘Cidadão’ não age assim!” O final de tarde de uma sexta-feira geralmente é uma correria só! O terminal

Um menino só



0 Comentários

Muito se discute em pesquisas acadêmicas – e acredito que se deva mesmo discutir – as nuances que permeiam o olhar do observador. Ora, se pesquisas acadêmicas pretendem elucidar questões,

O amante



0 Comentários

— Você é meu amante! Você tem que me comer! É pra isso que servem os amantes. O que é? Isso virou um casamento, é isso? A gente sai pra